Carnaval na visão espírita

Mascaras carnavalNo Carnaval as características são sempre as mesmas: exibição de corpos, a sedução é temática constante, a ilusão da riqueza, do poder e do luxo. O alcoolismo, o tabagismo, as drogas ilícitas completam o tempero - parece que todos podem se entregar aos prazeres freados pela sociedade durante os outros 360 dias do ano.
Ainda há aqueles que adiam ou esquecem seus problemas, afinal é Carnaval - o comércio para, a indústria para, a escola para para que os foliões satisfaçam a sede do prazer.
O Espiritismo esclarece que o pensamento altera o meio, atrai pensamentos semelhantes. Podemos imaginar como fica esta atmosfera quando milhões e milhões de pessoas estão sintonizadas na sedução, sexo desvairado, e todos outros fatores que relatamos.
As tendências de cada um, são o imã que atrai os espíritos desequilibrados e fomentadores do desequilíbrio, o qual não existiria se os homens se mantivessem no firme propósito de educar as paixões instintivas que os animalizam.
Mas, do mesmo modo como somos facilmente dominados pelos maus espíritos, sintonizamos na mesma frequência de pensamento, por outro lado, também obtemos, pelo mesmo processo, os conselhos dos bons (espíritos protetores), aqueles que agem a nosso favor em nome de Jesus.
Basta, para tanto, estarmos predispostos a suas orientações, atentos ao aviso de “orar e vigiar” que o Cristo nos deu há dois mil anos, através do cultivo de atitudes salutares, como a prece e a praticada da caridade desinteressada.
Dadas estas considerações o que podemos concluir é que o Espiritismo acha do Carnaval? Não acha nada - esclarece quais são as consequências dos atos, deixando para nós escolhermos os caminhos.
O carnaval não deve ser rejeitado simplesmente, mas vivenciado com responsabilidade e bom senso. Aquilo que não é bom nos outros momentos da vida não pode tornar-se positivo apenas porque é carnaval.
Podemos ser um observador comedido, se gosta da festa, ir ao sambódromo ou às ruas para ver os foliões e, se não gosta, pode aproveitar o feriadão para descansar, meditar ou estudar o Evangelho de Jesus sozinho ou em conjunto; em resumo seguir o conselho de Paulo: "Viver no Mundo sem ser do mundo."
Tenham um bom carnaval, mas procure não se deixar envolver pela ilusão dos tóxicos nem pela "inocente" bebedeira (que muitos infelizmente não consideram como tóxico). Fiquem atentos na direção e nunca esqueçam de orar: ao sair, ao chegar. Ou mesmo em momentos difíceis, porque o templo de Deus está dentro de nós!
Fonte: Área de Comunicação Social Espírita da Liga Espírita Pelotense.

"Todas as coisas me são lícitas, mas nem tudo me convém; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas edificam"   Paulo de Tarso

Publicado na coluna da Liga Espírita Pelotense – em 25 de Fevereiro de 2017 – JORNAL DIÁRIO POPULAR.

 

Acessos: 755
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
INSTITUCIONAL DOUTRINA ESPÍRITA NOTÍCIAS DEPARTAMENTOS CASAS

presidentes
histórico
galeria de fotos antigas
fundar uma casa espírita

artigos
downloads
estudos

jornal
aconteceu
rádio e tv

assuntos da família
assist. e prom. social espírita
comunicação social
doutrinário
infância e Juventude
livraria

AME Pelotas
todas as casas
galeria de fotos
horários

  TERCEIRO MILÊNIO      
  no rádio
na tv
no youtube
no facebook
 

 

 
© Todos os direitos reservados a Liga Espírita Pelotense
Rua Andrade Neves, 981 CEP 96020-080 Pelotas RS Tel (53) 3278-2660