O futuro de muitos políticos brasileiros na próxima reencarnação

mendigoMuitos mendigos que vimos nas ruas são espíritos que no passado foram grandes políticos, porém corruptos. Desviaram dinheiro público, receberam propinas, não fizeram o que deveriam ter feito. Ao chegarem no plano espiritual a decepção é muito grande das suas atitudes. E suas ações negativas deverão ter reações na próxima vida que irá ter. Pelos casos já vistos e estudados, geralmente reencarnam como mendigos, pobres em estado de miséria; e na atual circunstância pode ser ainda pior seu futuro espiritual.
Como Isac Newton nos revelou pela sua Terceira Lei, toda ação terá uma reação. É uma lei universal, aplicada no plano físico. Nessas bases temos a lei da causa e efeito que rege nossas relações com o mundo, como nos é revelada pelo Espírito da Verdade, enviado por Jesus através do Espiritismo.
A reencarnação, percebe-se sua verdadeira ocorrência pela seguinte reflexão: Se Deus é bom, é amor e justiça, por que nascem pessoas na miséria, doentes, deformadas, e outras ricas, saudáveis, bonitas? Resposta: Não é Deus que nos faz nascer em má situação, e sim nossas atitudes das nossas vidas passadas.
O que podemos fazer? Estar sempre atento a nossas atitudes, a nossas ações, na educação aos menores, dando exemplos de moral e firmeza para estar sempre de consciência tranquila. Não se pode mais admitir, como em alguns noticiários, que o povo brasileiro aceita a corrupção pela filosofia de que “rouba mas faz”:
Mas como nos ensina Emmanuel através de Chico Xavier… “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.” – Ainda está em tempo dos políticos, funcionários públicos, profissionais diversos que estejam envolvidos em qualquer tipo de corrupção – que possam estar mudando de atitude e produzindo ações dentro da moral contra a corrupção e a favor da caridade;  Assim sendo, poderão contrabalançar seus débitos para tentar torná-los ainda nessa vida, no balanço final – créditos.
Lembramos que não é porque os mendigos e pobres podem ter sido corruptos no passado, que deveremos aceitar a sua condição e não ajudá-los. Pelo contrário, quando ajudamos alguém em pior situação que a nossa estamos na realidade nos ajudando. Pois praticamos uma ação de caridade – receberemos como reação uma melhor condição no futuro. Tudo depende de nós. Além disso, muitos pobres estão aqui apenas como um teste, uma prova de resignação e humildade, não apenas devido a desvios no passado.

“A corrupção dos governantes quase sempre começa com a corrupção dos seus princípios”
Barão de Montesquieu

Publicado na coluna da Liga Espírita Pelotense - em 14 de Dezembro de 2014 - JORNAL DIÁRIO DA MANHÃ

Acessos: 1246
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
INSTITUCIONAL DOUTRINA ESPÍRITA NOTÍCIAS DEPARTAMENTOS CASAS

presidentes
histórico
galeria de fotos antigas
fundar uma casa espírita

artigos
downloads
estudos

jornal
aconteceu
rádio e tv

assuntos da família
assist. e prom. social espírita
comunicação social
doutrinário
infância e Juventude
livraria

AME Pelotas
todas as casas
galeria de fotos
horários

  TERCEIRO MILÊNIO      
  no rádio
na tv
no youtube
no facebook
 

 

 
© Todos os direitos reservados a Liga Espírita Pelotense
Rua Andrade Neves, 981 CEP 96020-080 Pelotas RS Tel (53) 3278-2660