DECOM: Comunicação Social

O Departamento de Comunicação Social Espírita da LEP – DECOM realiza o trabalho dedivulgação da Doutrina Espírita, promovendo, coordenando e orientando,em âmbito regional federativo a Comunicação Social do Movimento Espírita apoiando as atividades promovidas pela LEP e pelas Sociedades Espíritas federadas, nas mídias de rádio, tv, internet e jornal, através de:

  • Publicação semanal em periódicos não espíritas, “Jornal Diário da Manhã” e “Diário Popular”, aos domingos.
  • Publicações na internet, através do site da LEP e da página no facebook.
  • Programa “Terceiro Milênio”:  TVC, Canais 14 Net e 2 Blue - Segunda-feira às 17h:30min e Domingo às 20h,   Rádio Tupanci AM 1250 khz - Sextas-feiras às 21h,   Rádio Concórdia 98.5 FM - Sábados às 12h,   Rádio Portal Sul FM 87.9 FM / Pedro Osório - Sábados às 12h:30min.

 


 

Célia Diniz proferiu palestra na Liga Espírita Pelotense

celiadinizOcorreu na tarde desta terça-feira, 21 de março de 2017 às 15h, no auditório da Liga Espírita Pelotense, a Palestra da Professora Célia Diniz, Espírita e Presidente do Centro Espírita Luiz Gonzaga na cidade de Pedro Leopoldo em Uberaba/MG, abordando o tema “Visão da Doutrina Espírita diante da Morte”. Este evento faz parte das comemorações dos 70 anos da Liga Espírita Pelotense sob a condução da equipe da Área de Comunicação Social.
Célia Diniz nos informa que a Doutrina Espírita nos faz reagir perante a morte de forma cristã e comedida, nos ensina a ver a vida de forma diferente! Observamos a vida e em toda natureza que em um determinado período tudo morre, sabemos que é assustador nos depararmos com a nossa finitude, mas morrer é deixar tudo e seguir em frente.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

Alma depois da morte

paulo brum 2De acordo com "O Livro dos Espíritos", questão nº 155, a libertação da alma e do corpo se opera gradualmente e com uma lentidão variável, segundo os indivíduos e as circunstâncias da morte. Entendemos assim, que os laços que unem a alma ao corpo não se rompem senão pouco a pouco, e tanto menos rapidamente quanto a vida foi mais material e mais sensual. E quanto à alma, para onde vai depois de deixar o corpo? Conserva as afeições que tinha na vida terrena? Tem ainda interesse pelos trabalhos que não pôde completar? Em que consistem os sofrimentos da alma depois da morte? A prece será útil às almas sofredoras? Este assunto é abordado pelo professor e palestrante espírita Paulo Brum.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

Plano de Atividades 2017

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

Céu e Inferno

rafael mondadori4Segundo a Doutrina Espírita, o Céu e o Inferno, pelo lado material não existem, são simples alegorias, pois por toda parte há Espíritos ditosos e infelizes. Mas pela vivência de experiências, tanto o céu como o inferno podem se tornar uma realidade em nossas existências, ambos de acordo com nossas atitudes. Em nós e conosco trazemos o céu e o inferno, ou seja, cada um tira de si mesmo o princípio de sua felicidade ou de sua desgraça. Ainda refletindo sobre este tema, o que se deve entender por purgatório? É o mesmo que umbral? Qual a interpretação do Espiritismo sobre anjos e demônios? E sobre as penas eternas? O que é Justiça Divina? Este tema é esclarecido pelo professor, médico veterinário e palestrante espírita Rafael Mondadori.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

Pena de morte

marcelo gil 03De acordo com o codificador da Doutrina Espírita, Allan Kardec, através dos Espíritos Superiores, a pena de morte desaparecerá incontestavelmente e sua supressão assinalará um progresso da Humanidade. Quando os homens forem mais esclarecidos, a pena de morte será completamente abolida na Terra. Os homens não terão mais necessidade de ser julgados pelos homens. Porém, ainda nos dias atuais existe a pena de morte, então nos resta a reflexão: será esta a melhor solução para o problema da violência? E quanto à criatura que sofreu apena de morte, como ela chega ao mundo espiritual? Qual a visão espírita de quem aplicou esta sentença? Desencarnados que outrora levaram uma vida de crimes quando encarnados, poderão influenciar a criminalidade aqui na Terra? Este importante tema é esclarecido pelo Prof. Dr., escritor, historiador e palestrante espírita Marcelo Gil.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

Carnaval

paulo brum 3Carnaval é tempo de festa ou de reflexão? Com este questionamento o Programa Terceiro Milênio aborda o tema "Carnaval". Nesta interessante entrevista, o Professor e palestrante espírita Sr. Paulo Brum nos esclarece sobre as origens do Carnaval. O carnaval hoje parece estar associado ao sensualismo, pois há um forte apelo da mídia em relação a isso. Neste período ocorre a influência de espíritos inferiores? Qual a orientação que os pais devem dar aos seus filhos adolescentes quanto a sua conduta durante as festividades do carnaval? Qual a conduta correta do espírita durante as festas carnavalescas?  "Advertiu-nos o apóstolo Paulo”: "Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém”. O Carnaval não seria o que é, se não fôssemos o que somos. A Doutrina Espírita nos conscientizando sobre as necessidades espirituais do ser humano, perfectível, que busca sem cessar a auto iluminação, e, nos revelando as leis morais da vida, essenciais ao desenvolvimento do ser integral, nos direciona para a transformação moral e a maturidade espiritual necessárias ao progresso planetário.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
INSTITUCIONAL DOUTRINA ESPÍRITA NOTÍCIAS DEPARTAMENTOS CASAS

presidentes
histórico
galeria de fotos antigas
fundar uma casa espírita

artigos
downloads
estudos

jornal
aconteceu
rádio e tv

assuntos da família
assist. e prom. social espírita
comunicação social
doutrinário
infância e Juventude
livraria

AME Pelotas
todas as casas
galeria de fotos
horários

  TERCEIRO MILÊNIO      
  no rádio
na tv
no youtube
no facebook
 

 

 
© Todos os direitos reservados a Liga Espírita Pelotense
Rua Andrade Neves, 981 CEP 96020-080 Pelotas RS Tel (53) 3278-2660