Vinha de Luz

Departamento com as atividades básicas de um Centro Espírita e que agregadas à Entidade Federativa constituem-se em campo experimental: Reunião pública doutrinária, transmissão de Passes, atendimento pelo Diálogo Fraterno, Irradiações e grupos de estudos da Doutrina Espírita


 

CONJERGS realizadas em Pelotas: 1959, 1967 e 1983

Três CONJERGS Confraternização de Juventudes Espíritas do Rio Grande do Sul, foram realizadas em Pelotas. A primeira foi em abril de 1959, numa promoção da Federação Espírita do Rio Grande do Sul, e realizada pelo  Departamento de Evangelização, da Liga Espírita Pelotense, na sede da Sociedade União e Instrução Espírita, durante três dias, com o comparecimento de jovens e orientadores de Juventudes Espíritas do Estado, movimentando moças e rapazes em expressivo número, muitos dos quais estão hoje integrados nos trabalhos espíritas de suas respectivas cidades. 



Nesse ano, 1959, tendo como presidente da LEP o Sr Lauro Henderle, providenciou a hospedagem dos jovens e responsáveis no Grande Hotel, e em residência de confrades espíritas. Foi a III CONJERGS do estado, e a primeira  sediada em Pelotas. 
A segunda CONJERGS Realizada em Pelotas, foi realizada em 1967, no mês em abril, sob a presidência da LEP Claudimar Lopes Barcellos. Foram mobilizados para esta XI CONJE RGS cerca de quarenta confrades pelotenses, divididos em comissões, foi necessário, para um trabalho de tal natureza e envergadura.
O local não poderia ser melhor escolhido, a Escola Técnica Federal de Pelotas, com  amplas dependências necessárias para o grande evento. Ali foram realizadas as reuniões plenárias no auditório, estudos de grupos em várias salas, jogos no ginásio; inclusive a alimentação dos participantes foi realizada no refeitório da própria escola; enfim, um local ideal, para uma promoção de tamanhas dimensões. Vários ônibus faziam o transporte dos jovens e acompanhantes dos locais onde estavam hospedados, em casas particulares e hotéis, pela manhã e à noite. O Sr Lauro Henderle e outros companheiros foram os encarregados do transporte.
Foi uma CONJERGS maravilhosa, recebendo palavras de elogio do presidente da FERGS, José Simões de Mattos, dizendo que "foi a melhor CONJERGS de todas já realizadas, pela sua organização e impecável trabalho desenvolvido". Houve ainda, no decorrer dos tempos, muitos movimentos de jovens em Pelotas, bem como de promoções regionais, abrangendo a Zona Sul, com prévias visando a futuras CONJERGS a serem realizadas no Estado do Rio Grande do Sul. Nessa XI CONJERGS, de 1967, calculamos que compareceram, entre jovens de ambos os sexos, dirigentes e orientadores, cerca de 300 participantes. Durou três dias, sendo um sucesso total. 
Em 1983, foi realizada em Pelotas a XX CONJERGS, a terceira levada a efeito em nossa cidade, que contou com cerca de 250 jovens de ambos os sexos, além de orientadores e acompanhantes, pais e responsáveis. A Federação Espírita do Rio Grande do Sul, promotora, como sempre,das CONJERGS, através do seu Departamento de Evangelização da Infância e Juventude, esteve presente com os seguintes confrades diretores: 
Maurice Herbeth Jones, presidente da FERGS; Alberto Rocha, Dinah Rocha, diretores; Valéria Espindola, diretora do Departamento de Evangelização da Infância e Juventude da FERGS; Aluisio Potorsoll, diretor da Juventude da entidade-máter estadual, além do outros componentes da caravana de Porto Alegre, orientadores, expositores da Doutrina Espírita.
O Local escolhido foi o  Campus Universitário da Faculdade Federal de Pelotas, antigo Instituto Agronômico do Sul, hoje sob a jurisdição do novo município do Capão do Leão, realizada nos dias primeiro, dois e três de abril, no aprazível local. A coordenação, hospedagem, local, alimentação, condução, tudo sob a responsabilidade da irmã Eloá de Freitas Lopes, presidente da Liga Espírita Pelotense, que convocou a diretoria e uma excelente equipe de irmãos, dividida em grupos de trabalhos, cada um deles atendendo um setor competente ao bom andamento da importante promoção. Os jovens, orientadores, acompanhantes e dirigentes ficaram hospedados em casas de confrades na cidade, sendo transportados em ônibus especiais, pela manhã, para o local da CONJE RGS, e levados de regresso à noite. A alimentação foi realizada no próprio Campus Universitário, cujas refeições eram realizadas em local apropriado para tanto. A organização esteve perfeita, impecável. 
As reuniões, debates e palestras foram realizadas no amplo auditório da Universidade Federal. Os estudos, em grupos, realizados em várias salas destinadas para tal fim. Esta CONJERGS teve como tema A Importância da Integração do Jovem na Casa Espírita.
Fonte: Livro - História do Espíritismo em Pelotas - Autoria de  Lauro Henderle

 

 

 

 

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O Livro dos Médiuns - Sesquicentenário de sua publicação

 

O Livro dos Médiuns, ou Guia dos Médiuns e dos Evocadores, segunda obra da Codificação Espírita, foi publicada em 15 de janeiro de 1861, em Paris, e tem como conteúdo doutrinário:
O ensino especial dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o mundo invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo, constituindo o seguimento de O Livro dos Espíritos.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O Livro Espírita (Emmanuel)

Cada livro edificante é porta libertadora.
O Livro espírita, entretanto, emancipa a alma no fundamento da vida.
O Livro científico livra da incultura; o livro espírita livra da crueldade, para que os louros intelectuais não se desregrem na delinqüência.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

Livro Espírita (Vianna de Carvalho)

Como farol em noite escura, é também esperança e consolação.
Esclarecendo quem é o homem, donde vem e para onde vai, sugere métodos mais condizentes com o Cristianismo - Cristianismo que é a Doutrina Espírita - num momento de desesperação de todas as criaturas.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

As Instruções de Allan Kardec

A 5 de fevereiro de 1889 manifestava-se Allan Kardec através do médium Frederico Pereira da Silva Júnior, mais conhecido por Frederico Júnior, dizendo: “Eis que se aproxima para mim o momento de cumprir minha promessa, vindo fazer convosco em particular e com os espíritas em geral um estudo rápido e conciso, sobre a marcha da nossa doutrina nesta parte do planeta.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
INSTITUCIONAL DOUTRINA ESPÍRITA NOTÍCIAS DEPARTAMENTOS CASAS

presidentes
histórico
galeria de fotos antigas
fundar uma casa espírita

artigos
downloads
estudos

jornal
aconteceu
rádio e tv

assuntos da família
assist. e prom. social espírita
comunicação social
doutrinário
infância e Juventude
livraria

AME Pelotas
todas as casas
galeria de fotos
horários

  TERCEIRO MILÊNIO      
  no rádio
na tv
no youtube
no facebook
 

 
© Todos os direitos reservados a Liga Espírita Pelotense
Rua Andrade Neves, 981 CEP 96020-080 Pelotas RS Tel (53) 3278-2660